6 MOTIVOS PARA INVESTIR NO ERP DA VILESOFT

Nossos softwares e soluções empresariais, aliados ao potencial e qualidade de sua empresa, tornarão seu negócio mais eficiente e lucrativo. Agende uma apresentação e saiba mais! Vilesoft, mais de 30 anos de mercado.

 

DASHBOARD – MARATONA SACADA DIGITAL EM 3 MINUTOS – Dia #15 de 28

DASHBOARD – PAINEL DE CONTROLE

 

Esta é a Sacada Digital #15: este vídeo é parte da série de 28 SACADAS DIGITAIS PARA VOCÊ, uma por dia durante todo o mês de fevereiro. Vídeo de 3 minutos cravados, respeitando seu tempo escasso.

Hoje neste décimo quinto dia desta maratona, GABRIEL MENDONÇA, nosso velho conhecido do canal, especialista em Software de Gestão Empresarail – ERP e consultor comercial da Vilesoft, nos ensina sobre o que é e a importância do DASHBOARD ou Painel de Controle.

Dashboard, Painel de Controle ou Painéis de negócios, fornecem visões instantâneas dos principais indicadores de desempenho (KPIs) relevantes do negócio empresarial.

O “painel” geralmente é exibido na página da Web vinculada a um banco de dados que permite que o relatório seja atualizado constantemente. Por exemplo, o painel de controle de produção pode mostrar números relacionados à produtividade, como número de peças fabricadas ou número de inspeções de qualidade com falha por hora.

Da mesma forma, um painel de recursos humanos pode mostrar números relacionados ao recrutamento, retenção e composição da equipe, por exemplo, número de posições abertas ou dias médios ou custo por recrutamento.

Oferecimento

Vilesoft Software de Gestão ERP
0800 012 5000
Vilesoft.com

Se inscreva e receba gratuitamente dicas, eBooks e informações para o sucesso no seu negócio!

Sobre ROGER MAIA

ROGER MAIA é Mestre em Educação pela UEMG, Especialista em Sistemas de Informação pela UFMG, MBA em Gestão Empresarial pela FACED e graduado em Ciências pela FUOM, especialista em Liderança e Desenvolvimento de Equipes pela IBMI de Berlin de Alemanha, Autor de livros sobre Administração e Tecnologia da Informação, Professor universitário e de pós graduação, CEO da Vilesoft, Especialista em Startup e Search Fund da Widjet Celera. É membro efetivo da SBC – Sociedade Brasileira de Computação desde 2005 e membro do IEEE – Institute of Electrical and Electronics Engineers of USA.

E ajuda jovens empreendedores, empresas, empresários e novos talentos a construir solidamente seus negócios na prática do dia a dia.

 

Livro Estratégias de Crescimento com Software de Gestão – ERP

Este livro está disponível nas principais livrarias do Brasil e também nas lojas on-line

Fruto da experiência de mais de três décadas de suor e prática empresarial no Brasil, ele traz dicas, erros, acertos, sucessos,advertências, passo a passos sobre todo o processo deimplantação de ERP – Software de Gestão Empresarial em empresas no Brasil. E também narra histórias verdadeiras, dos heróis da gestão empresarial. A maioria anônimos e que não estão nas capas de revistas, nem nas mídias, mas fazem um trabalho maravilhoso e geram a força motriz para a engrenagem dos negócios girarem e gerar riquezas e sustento para bilhões de famílias no mundo todo.

Oferecimento

Vilesoft Software de Gestão ERP
0800 012 5000
vilesoft.com

Se inscreva e receba gratuitamente dicas, eBooks e informações para o sucesso no seu negócio!

Sobre ROGER MAIA

ROGER MAIA é Mestre em Educação pela UEMG, Especialista em Sistemas de Informação pela UFMG, MBA em Gestão Empresarial pela FACED e graduado em Ciências pela FUOM, especialista em Liderança e Desenvolvimento de Equipes pela IBMI de Berlin de Alemanha, Autor de livros sobre Administração e Tecnologia da Informação, Professor universitário e de pós graduação, CEO da Vilesoft, Especialista em Startup e Search Fund da Widjet Celera. É membro efetivo da SBC – Sociedade Brasileira de Computação desde 2005 e membro do IEEE – Institute of Electrical and Electronics Engineers of USA.

E ajuda jovens empreendedores, empresas, empresários e novos talentos a construir solidamente seus negócios na prática do dia a dia.

A Tecnologia da Informação é um formidável fator de poder

Chegou a liberdade para o seu processo criativo

Passar de agente passivo para agente ativo num processo de efemeridade contínuo, pode parecer simples, mas, faz toda a diferença quando isto implica a possibilidade de obter a reboque, as melhorias aquisitivas que transformam as condições de vida, abrem portas para as realizações profissionais e principalmente pessoais de cada membro da sociedade.

Chegou a liberdade para o seu processo criativo

Os deslocamentos e ultrapassagens de fronteiras na Informática são sempre contínuos. Utilizando-se da necessidade de autocriar para incorporar novos recursos para a manipulação de informações, a Informática se autocanibaliza. E destrói em muito pouco tempo, produtos, processos e conceitos firmes gerados por ela ou já assimilados e em utilização como padrão pela massa de usuários. E faz isto com muita naturalidade e inclusive como objeto de anseio por seus utilizadores, que sempre esperam a próxima versão com seus novos aparatos tecnológicos que transformarão a maneira de o mundo comportar e ditarão quais serão as novas regras da fase seguinte.

 

Uma grande transformação causada pela Informática neste milênio, foi a comunicação de voz pela Internet (VOIP – Voz Sobre IP). As empresas telefônicas foram obrigadas a jogar fora o modelo completo de organização anterior, baseado em cobrança por pulsos e se transformar da noite para o dia em outro tipo de empresa: em empresa de tecnologia digital. Pois com a tecnologia VOIP, os clientes destas empresas não pagam mais pulsos para falar para qualquer lugar do mundo utilizando os computadores, Internet e softwares gratuitos. Isto tudo com qualidade e sem nenhum custo com empresas telefônicas (MAIA, 2005).

A Informática, nestas condições se apresenta como um novo agente da efemeridade que leva a questionar se a era atual é ainda a contemporaneidade ou uma nova era. E até mesmo se o princípio de “eras” ainda se aplica em períodos tão curtos de transformações importantes.

De acordo com PEIXOTO (1988), hoje o real é ele mesmo uma questão. As autopistas de alta velocidade da informatização, transformam por completo o perfil das grandes cidades e, portanto, a experiência e a maneira de ver. O indivíduo contemporâneo é em primeiro lugar um passageiro metropolitano; em permanente movimento, cada vez para mais longe, cada vez mais rápido. Esta crescente velocidade determinaria não só o olhar mas sobretudo, o modo pelo qual a própria cidade e todas as outras coisas se apresentam.

A Informática também tem um papel importante como agente cognitivo e de transformação pessoal. Pois, com os novos conceitos de representação e gravação magnética, a memória está sendo substituída pelos algoritmos de armazenagem, indexação e procura. Estes algoritmos são os novos atores que transportam e conduzem o aprendizado e a percepção, sem que se tenha que decorar conteúdos. Com a tecnologia da informação, qualquer conteúdo está disponível sempre que necessário, através de pesquisas aleatórias dentre contextos variados e até combinados.

A ideia de memória artificial existe até hoje, quando nos referimos aos computadores e falamos de sua “memória”. A diferença entre a memória artificial dos antigos e a atual, consiste no fato de que a deles era desenvolvida como uma capacidade do sujeito do conhecimento humano, enquanto a atual deposita a memória nas máquinas e quase nos despoja da necessidade de termos memória (CHAUI, 2002, p. 127).

Mais memória no hardware de sua imaginação cognitiva 

Há na Informática mais que apenas depósito de dados estáticos, mais que apenas memória. Existe uma central de processamento com capacidade de organizar, indexar, classificar, combinar, compilar, calcular e representar os dados memorizados. E isto faz com que o computador passe de instrumento de transformação à agente cognitivo, principalmente quando executa tarefas árduas de procura e representação de grandes conteúdos de datas remotas, que não estão mais em evidência na área de atenção do ser humano. Outra prova do computador como agente cognitivo, são os softwares que conseguem simular o mundo real com tamanha naturalidade e confiabilidade, ao ponto de substituir os antigos testes e treinamentos das indústrias, laboratórios acadêmicos e empresariais, que eram realizados com objetos reais e de custos elevados. Os computadores empregados na robótica das indústrias, principalmente as automobilísticas, já determinam as rotas dos operadores e como as atividades devem ser realizadas, incluindo exceções e interferências que ocorrem nos processos.

 

Quando uma nova informação ou um novo fato surge diante de nós, devemos, para gravá-lo, construir uma representação dele. No momento em que a criamos, esta representação encontra-se em estado de intensa ativação no núcleo do sistema cognitivo, ou seja, está em nossa zona de atenção, ou muito próxima a esta zona. Não temos, portanto, nenhuma dificuldade em encontrá-la instantaneamente. O problema da memória de longo prazo é o seguinte: como encontrar um fato, uma proposição ou uma imagem que se achem muito longe de nossa zona de atenção, uma informação que há muito tempo não esteja em estado ativo? (LÉVY, 1993, p. 79).

E é exatamente este um dos papéis da Informática, disponibilizar e trazer os dados, a representação construída e arquivada para a zona de atenção no momento que se precisa dela, libertar para o processo de criação e transformação de dados em informação. Com isto, pode-se evoluir de utilizadores passivos de dados para agentes ativos e construtores de conhecimento. Pode-se fazer parte da transformação e não somente receber as conseqüências das novas regras e fronteiras.

Passar de agente passivo para agente ativo num processo de efemeridade contínuo, pode parecer simples, mas, faz toda a diferença quando isto implica a possibilidade de obter a reboque, as melhorias aquisitivas que transformam as condições de vida, abrem portas para as realizações profissionais e principalmente pessoais de cada membro da sociedade.

Transdisciplinaridade na prática

Transdisciplinaridade: Como o prefixo ‘trans’ indica, a transdisciplinaridade diz respeito ao que está, ao mesmo tempo, entre as disciplinas, através das diferentes disciplinas e além de todas as disciplinas. Seu objetivo é a compreensão do mundo presente, e um dos imperativos é a unidade do conhecimento (NICOLESCU, 1999, p. 9).

O papel transformador da Informática é conectar os assuntos comuns que se espalham entre as culturas e distâncias, principalmente ser um agente da transdisciplinaridade, permitindo a aproximação de comunidades científicas e acadêmicas através da tecnologia de comunicação, armazenamento e disponibilidade destes portfólios organizados e combinados por assuntos eletronicamente. Permitindo que especialistas, de áreas correlatas ou não, trafeguem por itinerários de conhecimentos produzidos por comunidades de culturas e ambientes desconhecidos, ou que sejam impossíveis de serem reproduzidos no ambiente atual do especialista. Isto possibilita responder às restrições da memória humana de longo prazo, das pesquisas e descobertas individuais e da complexidade da fusão do todo. As representações também passam a ser transmitidas em larga escala para públicos que até então não tinham acesso a tudo isso, duram de forma autônoma, inclusive construindo vida e significados independentes e novos, quando um assunto se conecta pelas interseções dos novos padrões de comunicação oferecidos pela Informática a todos os setores onde está presente.

 

Eu noto que cada vez mais a Ciência da Computação se torna parte integrante de novas áreas do conhecimento, por exemplo, da Bioinformática. Mais do que ferramentas de atuação de outras áreas científicas, a Computação passa a ser incorporada integralmente ao desenvolvimento e à linguagem dessas áreas (NOBRE, 2006, p. 10).

Com as facilidades de registros, armazenamento, transmissão e cruzamento automático das informações e principalmente a possibilidade de simulações que a Informática oferece, problemas que até então não tinham soluções começam a ser resolvidos como subproduto de outras pesquisas3 . Isso reforça a idéia de que quem tem informação tem poder.

Um exemplo de solução de problema obtido como subproduto de pesquisa, ocorreu recentemente quando a interseção de duas especialidades, a dermatologia e oncologia, descobriu o medicamento para evitar quedas de cabelos, a FINASTERIDA. Este medicamento já era usado para tratamento de hiperplasia da próstata e com testes para redução da dose até um limite que ainda permanecesse eficiente e gerasse menores efeitos colaterais, chegou-se a dose para tratamento da alopécia (queda de cabelo) (GORMLEY, 1995).

 

A rapidez, a flexibilidade, a enorme capacidade de armazenamento e processamento proporcionadas pela ferramenta Informática fizeram dela o instrumento maior da administração dos homens e dos bens. A circulação e o uso das informações estratégicas nas três áreas estreitamente ligadas da economia, ciências e armas, apóiam-se integralmente nas redes de teleinformática que encerram o planeta em malhas a cada dia mais estreitas. O computador é um formidável fator de poder (LÉVY, 1998, p. 161).

LEVY (1988) e BLATTMANN (1999), também citam outra transformação que está ocorrendo desde a metade do século passado, provocando reconfigurações dos ambientes, dos espaços e sendo a mola-mestra impulsionadora de novas tecnologias, é o crescimento constante e em proporções sempre maiores de parte da população que está passando do labor manual para o trabalho do conhecimento, transformando e propagando informação.

 

O trabalho manual está gradativamente sendo substituído com ferramentas que auxiliam na qualidade, rapidez e eficiência dos serviços e/ou produtos efetuados. Estas ferramentas são as novas tecnologias. Mas devido o ser humano apresentar restrições ao novo e moderno, conseqüentemente as relutâncias interferem desde a dificuldade de aprendizagem até a tecnofobia (medo de utilizar novas tecnologias). Novas tecnologias e o contínuo aprender. As novas tecnologias nas organizações estão enfocadas na utilização de novas metas para a tecnologia de informação e na computação em rede, aberta e centrada no usuário (BLATTMANN, 1999, p. 4).

O Tecnocosmo

A disseminação dos equipamentos de cálculos transforma o tipo de habilidade cognitiva necessária aos operários, que precisam recorrer cada vez mais ao raciocínio abstrato e estar inclusos num mundo de códigos e mensagens. A comunicação substitui o labor e a necessidade de esforço físico: os computadores estão em toda parte, controlam tudo: o tráfego aéreo, as redes ferroviárias, os vôos espaciais, a distribuição da energia elétrica, o calor, a água, os robôs, as ferramentas, as linhas completas de produção, a vigilância de prédios, as centrais nucleares, os processos complexos e tudo que se apóia no tecnocosmo, provocando o afastamento gradativo dos objetos (LEVY, 1998).

Na era das novas tecnologias de comunicação e informação, o conteúdo qualitativo do trabalho passa a ser privilegiado, transformando-se, assim, sua concepção. O trabalho passa a ser uma série de aplicações de conhecimentos, onde os indivíduos voltam suas capacidades para a programação e o controle, e isto traz como exigência se pensar a formação dos indivíduos para o trabalho com base em pressupostos pós-fordistas, sob os quais novas habilidades estão sendo demandadas. Temos hoje um aumento das exigências de aptidões para o trabalho, considerando-se uma base de conhecimentos mais amplos, exigência de capacidade para resolução de problemas, exigência para tomada de decisões autônomas, capacidade de abstração e comunicação escrita e verbal. Somando-se a isto, o trabalhador deve ser polivalente, e com maior nível de escolaridade. Polivalente no sentido de multiqualificado, isto é, aquele que é capaz de desenvolver e incorporar diferentes competências e repertórios profissionais (SIQUEIRA, 2003, p. 1).

A inteligência do homem consiste em transformar a sua sociedade inteligente: mensagens, linguagens, ferramentas e instituições. A inteligência trabalha na conexão, conecta o homem com seus semelhantes e com dimensões que só existem de fato para os seres humanos, o longínquo, o passado, o futuro. Para conectar cada vez mais, o homem tem se apoiado na tecnologia. Uma tecnologia que é antes de tudo humana, por que é uma extensão do corpo e dos sentidos. O que torna os seres humanos únicos é o desejo de entender e conhecer o futuro, a necessidade de adaptação às novas tecnologias que são criadas e desenvolvidas. “Uma membrana de cálculo e informação codificada estende-se entre o corpo dos homens e o mundo técnico. Mídia das mídias, tecnologia de controle das técnicas, a Informática condiciona doravante a possibilidade do tecnocosmo” (LÉVY, 1998, p. 16).

Agora que a Informática atingiu preços incrivelmente baixos e se acha presente em todos os segmentos da vida, estamos à beira de uma nova revolução. Desta vez, envolvendo comunicações a preços sem precedentes; todos os comutadores vão se unir para se comunicar conosco e por nós. Interconectados globalmente, formarão uma rede que está sendo chamada de estrada da informação, da qual a Internet atual é uma precursora direta (GATES, 1995, p. 56).

Com todas estas transformações e mudanças de hábitos, as novas fronteiras se deslocam rapidamente também dentro da escola e é na sala de aula que se recebem os verdadeiros agentes da cognição: os professores e alunos da nova era digital, que podem ter como responsabilidade transformar a tecnologia em grande aliada do ser humano.

 

A tecnologia sempre afetou o homem: das primeiras ferramentas, por vezes consideradas como extensões do corpo, à máquina a vapor, que mudou hábitos e instituições, ao computador que trouxe novas e profundas mudanças sociais e culturais – a tecnologia nos ajuda, nos completa, nos amplia (FRÓES, 1998, p. 56).

 

Pense nisto e não perca as oportunidades que a Tecnologia da Informação pode lhe oferecer.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

• BLATTMANN, Úrsula. Organizações no paradigma de transformação. Revista de Biblioteconomia e Ciência da Informação – UFSC. São Carlos, Nº 7, abr./1999.
• CHIAUI, Marilena. Convite à filosofia, 12 ed. São Paulo: Ática, 2002.
• FRÓES, R.M. A Relação homem-máquina e a questão da cognição. In: Secretaria de ensino a distância. Salto para o Futuro: TV e Informática na educação. Série de estudos Educação a distância. Brasília: Ministério da Educação e do Desporto, SEED, 1998.
• GATES, Bill. A Estrada do Futuro. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
• GORMLEY G.J. Finasteride: A clinical review. Biomed Pharmacother, Elsevier: Paris, v. 49, n. 7-8, p. 319-324, 1995.
• LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência. São Paulo: Editora 34, 1993.
• LÉVY, Pierre. A Máquina universo – criação, congnição e cultura Informática. Porto Alegre: ArtMed, 1998.
 MAIA, Rogério. Tecnologia da Informação. Divinópolis – TV Candidés – Emissora da Rede TVE Brasil, 2005.
• NICOLESCU, B. Et al. Educação e transdisciplinaridade. Brasília: Unesco, 1999.
 NOBRE, Carlos. Especialistas debatem a multidisciplinaridade. Revista Computação Brasil – Sociedade Brasileira de Computação. Porto Alegre. Ano VII, n. 23, p. 10, 2006.
• PEIXOTO, Nelson Brissac. O olhar do estrangeiro. In. NOVAIS, Adauto, O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, 1988, p. 487-492.
• SIQUEIRA, Holgonsi Soares Gonçalves. A nova concepção de trabalho. Jornal A Razão, Santa Maria, Artigo, p. 1. Edição de 01/05/2003.

Sobre o autor:

Roger Maia é Mestre em Educação pela UEMG, Especialista em Sistemas de Informação pela UFMG, MBA em Gestão Empresarial pela FACED e graduado em Ciências pela FUOM, Professor universitário e de pós graduação, CEO da Vilesoft e Search Fund da Widjet Celera. É membro efetivo da SBC – Sociedade Brasileira de Computação, desde 2005 e também é membro do IEEE – Institute of Electrical and Electronics Engineers of USA

 

Bigdata, Business Intelligence, ERP, CRM e T.I. na PME

Redes sociais e Software de Gestão na PME – Pequena e média empresa.

Evandro Araujo do Programa Espaço Aberto da TV Candidés, entrevista Roger Maia, CEO da Vilesoft e especialista em tecnologia da informação e gestão empresarial.

Roger explica sobre a importância e também o perigo das redes sociais, sua aplicação nos negócios e como torná-las aliadas a rentabilidade do seu negócio.

Roger Maia também explica numa linguagem fácil, o que é ERP – software de gestão empresarial, Bigdata, CRM e mais outras “sopinhas de letras” que os empreendedores ouvem todos os dias e ficam perdidos.

Além de mostrar a necessidade de automação métodos e processos na PME – Pequena e Média Empresa no Brasil, para que sejam sustentáveis e perpetuem com crescimento contínuo.

Patrocinador

Vilesoft | Software de Gestão Empresarial
0800 012 5000
vilesoft.com

Transdesk: De 5m² a vários andares, 14 unidades, de 4 a 200 pessoas em 4 anos | Com Sidney Blender

Entrevista com Sidney Blender, Diretor Comercial do Grupo UNUS – Transdesk, de Cascavel do Estado do Paraná.

Uma empresa de serviços para o importante Setor de Transportes. E que nasceu no sul do Brasil em Cascavel-PR, há apenas 4 anos e nos chamou a atenção pelo seu crescimento acima dos níveis do mercado, e de forma crescente. Mesmo nestes últimos anos de “vacas magras” no Brasil.

GRUPO UNUS

A Trasndesk é uma empresa que oferece para o transportador, uma prateleira de serviços de fornecedores integrados, sólidos e aprovados por décadas no mercado; seja ele pequeno, médio ou grande; nas seguintes operações:

  • Monitoramento 24 horas
  • Software de Gestão
  • Gestão de Benefícios
  • Auditoria de Pedágios
  • Soluções em Seguros
  • Benefícios Coletivos

Com especialização avançada em todo o Segmento de Transportes, construiu uma plataforma de serviços integrados, essenciais à operação de todo transportador que deseja manter, crescer, aumentar sua frota, trabalhar com dignidade, aumentar sua rentabilidade e perpetuar seu negócio, além de sua geração.

RELIGIÃO E NEGÓCIOS SE MISTURAM?

Fomos entender como estes resultados fantásticos que uma empresa com menos de uma década atingiu, como isto é possível?

E não foi surpresa, detectar que a ética, o respeito aos colaboradores e parceiros são também, muito acima da média, não só do Brasil, mas do mundo todo.

E a razão disto: Na Transdesk, o ditado popular que nunca espelhou a realidade, de que Religião e Negócios não se misturam, é de fato destruído. Pois, lá, todos os princípios da Bíblia e os ensinamentos de Deus e seu Filho Jesus Cristo, são respirados em cada conversa, em cada reunião, em cada decisão, em cada gesto de solidariedade nas falhas que cada um comete e na alegria que todos sentem quando cada um também consegue êxito no dia a dia. Vimos o caráter de Jesus Cristo nas operações diárias e na reunião anual das unidades, que tivemos o privilégio de participar por dois dias completos, com todos da Transdesk.

Durante os três dias que o Canal Talentos e Desafios, esteve em Cascavel-PR, não vimos falar de religião, vimos apenas vivê-la e praticá-la nos negócios e com muito sucesso. Não há na Transdesk a procura para se ter um tempo para Deus, lá trazem Deus para todo seu Tempo. E os resultados não poderiam ser outros, que não os que você irá ver neste vídeo.

CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL, MAS, MUITO ACIMA DO MERCADO

Em apenas 4 anos:

  • De uma salinha de 5m² em um posto de gasolina a um prédio com vários andares e mais de uma dezena de unidades no Brasil;
  • De 4 a 200 pessoas que vivem diretamente e indiretamente;
  • Atingimento de metas mês a mês de forma surpreendente;
  • Plena expansão para todas as regiões do País;
  • Grandes empresas com décadas de mercado, que são seus parceiros realmente integrados, que suportam as operações de seus clientes;
  • Alto investimento em Tecnologia da Informação para crescimento sustentável
  • Busca constante por soluções inovadoras que otimizam custos, aumentem a segurança e rentabilidade de seus clientes;

Se você é empreendedor do setor de transportes, seja uma transportadora, transportador autônomo, motorista, operador logístico, trabalha com seguros, gerencia segmentos do setor de transportes, é educador neste setor, está pensando em comprar um caminhão e entrar neste maravilhoso mercado; você não pode deixar de assistir este vídeo.

Aprenda da forma correta com uma empresa ética, cidadã e cumpridora de seus deveres. E está crescendo de forma fantástica em todo o Brasil e com os sábios princípios da Bíblia e o evangelho de Jesus Cristo:

“Não tem como ser cristão, senão viver Deus em todo momento de sua vida. O evangelho é vivido e pregado no dia a dia, em cada ação, nas horas difíceis que todos temos e na colaboração e cooperação uns com os outros”.

 

Patrocínio

Vilesoft Software de Gestão Empresarial

http://vilesoft.com

0800 012 5000

Contato com a Transdesk:

http://www.transdesk.com.br/

Piso Superior, R. Castro Alves, 1369
Centro, Cascavel – PR, 85802-110

[email protected]

+ 55 (45) 3122 5100

0800 400 1511

 

Fluxo de Caixa: Necessidade real da Integração Entre Depto de Compras & Depto Financeiro

Fluxo de Caixa: “Casando” os vencimentos das datas de pagamentos com a disponibilidade de recursos da sua empresa, nas datas se vencimentos.

Veja o vídeo, só 1 minuto e pode mudar sua condição financeira!

Esta é mais uma dica de empreendedorismo do Canal Talentos & Desafios.

Desta vez, vamos falar da importância da integração real entre seu Departamento de Compras e Seu Departamento Financeiro.

A maioria dos Departamentos de Compras das empresas, adquirem matérias primas e insumos, conforme são solicitados ao setor, ou numa programação de necessidades. E compra-se eficientemente com 30/60/90 dias, etc. Mas será que com 30, 60 ou 90 dias, em seus dias de vencimentos, teremos disponibilidades para pagar?

Uma simples reunião entre os Departamentos de Compras e Financeiro, poderá combinar a disponibilidade real dia a dia; e o seu comprador comprará para vencimentos nos dias que realmente a empresa terá disponibilidades para pagar. Evitando descontos de duplicatas, adiantamento de contrato de câmbio, empréstimos bancários, cheque especial e até o constrangimento de pagar com atrasos.

E pontualidade nos pagamentos é tão importante quanto a pontualidade que você exige na entrega. Isto dá potencial de negociação com seu fornecedor. E como diz o ditado, certo do povo:

“Combinado não é roubado!”

 

Patrocínio:

Vilesoft Software de Gestão Empresarial

http://vilesoft.com

0800 012 5000

Reforma trabalhista: Demissão por comum acordo com Dr.Marcio Adriano

Com a entrada em vigor da denominada “Reforma Trabalhista”, em 11/11/2017, muitas dúvidas ainda persistem no meio jurídico e empresarial.

Fale conosco:

[contact-form-7 404 "Not Found"]